Arquivo da tag: tratamento

Quais as diferenças na hora de tratar a piscina aquecida?


Nas épocas mais frias do ano o uso da piscina aquecida é maior. Afinal, a água quentinha é uma opção para quem não quer deixar de praticar as atividades aquáticas. Mas atenção, os cuidados na hora de tratar a piscina aquecida são diferentes.

Para começar, a diferença entre o tratamento de uma piscina aquecida e uma piscina fria é a quantidade de cloro a ser aplicada: nas piscinas aquecidas a decomposição do produto é mais rápida. Daí a necessidade de reduzir o intervalo entre uma cloração e outra.

Confira outras dicas de tratamento:

Cloro

Assim que o sistema de aquecimento for instalado, é necessário fazer medições do cloro para corrigir os parâmetros; quando a água se estabilizar e mantiver os parâmetros do cloro, a medição pode ser feita a cada 12 horas. Se a estabilidade continuar, as verificações poderão passar para uma vez por dia.  

Evaporação da água

Em piscinas com sistema de aquecimento, a água evapora com maior facilidade, o que requer a reposição de água com mais frequência.

Algas

Ambientes quentes e fechados favorecem a proliferação de algas e microorganismos.   Por isso, é necessário redobrar a atenção para evitar o problema.

pH

Com o calor, o pH da água tende a se elevar. Em piscinas frias, é possível medir o PH a cada 3 dias, mas numa piscina aquecida essa medição deve ser diária. Se, depois de medir o PH, for constatado que ele está elevado, é preciso utilizar um redutor de pH.

Bordas da piscina

As piscinas aquecidas estimulam a produção de suor nos banhistas, e isso faz com que as bordas acumulem oleosidade. Para evitar que essa oleosidade torne-se difícil de ser removida é necessário aumentar o uso de limpa-bordas.

Além desses cuidados, é importante ainda eliminar resíduos orgânicos que caem na piscina e orientar os banhistas a tomarem uma ducha antes de entrar na água.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em esporte aquático, piscina

Luz no fim do túnel


Cerca de oito mil brasileiros que vivem em Natal (RN), Goiânia (GO), Fortaleza (CE) e Campo Grande (MS) vão participar de testes da nova vacina contra a dengue a partir de abril de 2012. O anúncio foi feito ontem pela Sanofi Aventis, farmacêutica que desenvolve o imunizante.

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), em parceria com a empresa, já está testando a vacina em 150 voluntários, com idades de 9 a 16 anos, em Vitória. Até ontem, cerca de 50 jovens capixabas já haviam tomado a 1ª dose do imunizante. Essa etapa do teste tem previsão para acabar no fim de outubro.

De acordo com o vice-presidente de Desenvolvimento Clínico para a América Latina do laboratório, Fernando Noriega, a vacina será capaz de neutralizar os quatro sorotipos de dengue “por alguns anos”.

A pesquisa faz parte de estudo que envolve outros 5 mil voluntários em vários países. Por enquanto, no Brasil, nenhum voluntário teve qualquer reação adversa. Já nos outros países, houve relatos de efeitos semelhantes aos de outras vacinas: febre e mal-estar leves.

O Ministério da Saúde não tem previsão de quando a vacina chegará ao público.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Golfinho é encontrado na orla de praia na Bahia


A última terça-feira, dia 3, teve uma manhã atípica na praia de Barra do Jacuípe, a 60 km de Salvador (BA). Um golfinho foi encontrado no local e levado às pressas para a piscina de um morador da região. De acordo com biólogos, o animal estava cansado e com dificuldades para respirar.

Depois que foi removido da praia o golfinho da espécie listrado recebeu soro e glicose. O dono da casa se disse comovido pela história do animal, e por isso, decidiu liberar a piscina de sua casa. O mamífero é do sexo feminino tem entre três e quatro anos.

Fonte: R7

1 comentário

Arquivado em campanha

Dengue bate recorde de notificações


Levantamento do jornal “Folha de S. Paulo” divulgado  nesta quarta-feira (7)  mostra que os casos de dengue no Brasil bateram recorde no primeiro semestre do ano, com 830 mil notificações.  O recorde anterior era de 2008, com 806 casos. Os números foram obbtidos junto às secretarias estaduais de Saúde de 26 estados e do Distrito Federal.

Dados do Ministério da Saúde mostram ainda que 321 pessoas morreram em função da doença no primeiro semestre de 2010. Fatores como excesso de chuvas nas regiões Sul e Nordeste do país são apontados pelas autoridades como causas do aumento da doença.

O cenário serve de alerta para a população em geral e de lembrete para a importância da manutenção de piscinas limpas e cobertas nessa época do ano para evitar a proliferação do aedes aegypti, o mosquito transmissor da doença.

Deixe um comentário

Arquivado em campanha

Menino Maluquinho no combate à dengue


O governo do Rio de Janeiro (Secretaria da Educação e Secretaria de Saúde e Defesa Civil) está contando com a ajuda do Menino Maluquinho para combater a dengue no Estado.  E entre os inimigos que o pequeno herói está enfrentando estão as piscinas abandonadas.

Piscinas sem tratamento podem virar criadouros de mosquito da dengue. Entre nessa luta e ajude a combater a doença.

Veja o gibi completo aqui!!!

Deixe um comentário

Arquivado em campanha

Beleza vermelha: piscinas exóticas atraem atenção


Que tal mergulhar numa piscina vermelha, sob o céu azul da Tailândia? A piscina do hotel The Library é considerada uma das mais belas do mundo. Seu tom avermelhado, causado pela cor dos azulejos, se destaca em meio à natureza exuberante do lugar.

Mas o Brasil não fica para trás quando o assunto é piscina colorida… O Skye, bar do Hotel Unique na capital paulistana, ostenta sua piscina vermelha na cobertura, com uma bela vista da metrópole.

Belas piscinas ficam ainda mais interessantes quando têm água tratada regularmente, mesmo durante o inverno, para evitar a proliferação do mosquito da dengue.

1 comentário

Arquivado em campanha

Piscina abandonada em parque esportivo prejudica crianças na Venezuela


As instalações do Bolivar Park, localizado na Urbanização Vista Hermosa, foi abandonado pelas agências governamentais – anunciou ao jornal Nueva Prensa Guayana o líder regional Jesus “Chuchu” Flores.

De acordo com Flores, o lugar é frequentado por cerca de 200 atletas, entre crianças e adolescentes, que correm risco de contaminação, uma vez que as piscinas locais não recebem tratamento há oito meses. A reportagem da Nueva Prensa de Guayana visitou o parque e verificou que a área da piscina está completamente abandonada.

A água contaminada já afetou várias crianças do CEI Trina Reyes de Gamez, que tiveram dengue. Esta unidade de ensino anexa ao parque conta com 98 crianças alojadas internamente.

Flores afirmou que o Instituto de Saúde Pública do Bairro  está ciente da situação apresentada pelo Bolivar Park e descreve como irresponsável a política do Instituto de Deportes del Estado Bolívar (Idebol), dada a situação de abandono das instalações desportivas locais.

Reportagem de Maria Isabel Medina B. / Fotos de Livio Quintero / Nueva Prensa Guayana

Deixe um comentário

Arquivado em campanha