Arquivo da tag: saúde

Os benefícios da natação para as crianças


Praticar um esporte traz diversas melhorias para o corpo e é também uma boa maneira de trabalhar aspectos psicológicos, como disciplina e autoconfiança. A natação infantil é um exemplo disso. Ela aprimora o desenvolvimento da motricidade, a capacidade cardiorrespiratória e muscular, além e no equilíbrio estimulando a noção de espaço e de tempo.

A água atrai naturalmente as crianças, com efeito relaxante, que favorece as funções orgânicas. Embora muitas possam sentir dificuldades em relação à aprendizagem motora da atividade, as brincadeiras dirigidas que devem acontecer na piscina antes da aula, já as fazem buscar o equilíbrio corporal necessário para o esporte e contribui para o desenvolvimento cognitivo, sócioafetivo e motor das crianças.

4-9

A natação possibilita a criança a trabalhar o sistema cardiovascular, respiratório e desenvolver habilidades psicomotoras, como agilidade e velocidade. O esporte também estimula a resistência do organismo, na recuperação de problemas ortopédicos e na prevenção de doenças causadas pelo sedentarismo.

O Brasil apresenta um elevado número de crianças com problemas de obesidade, que não fazem nenhuma atividade física e se alimentam de forma errada. E a melhor maneira de prevenir a obesidade, é incentivar as  criança desde pequenas a praticar algum exercício físico. A natação permite aos pequenos eliminar até trezentas calorias por hora e por isso é indicada para crianças de todas as idades.

Confira algumas das vantagens da natação

  • Reduz a frequência cardíaca e estimula a circulação sanguínea, o que propicia a queima da gordura excedente;
  • Aumenta a autoestima das crianças, que se mostram mais seguras e, em geral, mais independentes;
  • Entre crianças portadoras de deficiências, a natação proporciona ampliação do potencial físico, melhoria da autoimagem e maior inserção social;
  • Fortalece os músculos da parede torácica e enquanto dá elasticidade aos pulmões, tornando-os capaz de absorver uma maior quantidade de oxigênio.

 

 

Fontes: http://revistaeducacaoinfantil.com.br/beneficios-da-natacao-para-criancas/

https://fortissima.com.br/2015/02/15/natacao-infantil-conheca-os-beneficios-da-pratica-para-criancas-14690970/

http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/saude/noticia/2016/08/asma-rinite-sinusite-nadar-e-o-melhor-remedio-para-problemas-respiratorios.html

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em esporte aquático, Exercícios, piscina, Uncategorized

Qual é a hora certa para matricular uma criança na natação?


pexels-photo-61136

Qual é a hora certa para matricular uma criança na natação?

 

Os pais frequentemente têm dúvidas a respeito de qual é a idade mínima para que seus filhos possam ingressar na natação. Considerada uma das atividades físicas mais completas, o esporte na piscina é extremamente benéfico para o público infantil, uma vez que exercita desde cedo a capacidade cardiorrespiratória – desenvolvendo, por exemplo, resistência a doenças como asma e bronquite -, fortalece o tônus, melhora a postura e o equilíbrio, aprimora a coordenação e percepção motora, tátil, espacial e de ritmo, e aperfeiçoa a agilidade e a resistência muscular. Tudo isso é feito enquanto a criança também se diverte.

A natação tem como diferencial ser uma atividade que pode ser praticada desde os primeiros meses de vida. Para a (SBP) Sociedade Brasileira de Pediatria, as crianças podem começar a nada a partir dos seis meses, uma vez que o ouvido já está formado o suficiente para evitar a entrada de água. Vale lembrar, no entanto, que os efeitos da natação em crianças menores de três anos não são tão significativos, afirma o pediatra atuante na área de medicina do esporte da SBP, Ricardo do Rêgo Barros, em entrevista à Folha de S. Paulo. Apesar disso, a prática é sempre bem-vinda para exercitar a sociabilidade e recreação dos pequenos.

Para crianças a partir de entre 3 e 4 anos, a natação passa a ser mais eficaz para a saúde. Segundo a pediatra Jalnéia de Souza Ferreira, em entrevista ao portal Divercidades, males como a obesidade, o sedentarismo e o estresse podem acometer os pequenos tanto quanto os adultos. Por ser uma atividade que exige muito do corpo, o ideal é que a prática desde cedo seja feita de maneira recreativa, sem o compromisso com técnicas e aperfeiçoamento. Outro benefício crucial é a construção da confiança estimulada pela atividade, afinal, o bebê precisará de um companheiro dentro da piscina. A proximidade com este supervisor desde cedo o encoraja a explorar o espaço ao seu redor sem medo e o desenvolvendo afetivamente. Além disso, acidentes como quedas, tombos e machucados em geral, comuns em qualquer atividade física em superfície plana, são evitados na natação, o que a torna menos traumática e muito mais tranquila para o praticante. A água morna da piscina faz da atividade um lazer, e não uma obrigação.

Vale lembrar também que cada estabelecimento ou complexo residencial possui seu próprio regulamento de admissão de crianças sem acompanhamento na piscina. O consenso varia a partir dos 3 a 4 anos, porém, é sempre válido consultar o local de uso.

Fonte: Guia do Bebê/Uol, Folha de S. PauloDivercidades.

Deixe um comentário

Arquivado em curiosidades, dicas, esporte aquático, Exercícios, piscina

Natação é um ótimo exercício para perder peso


O carnaval está chegando e todos estão atrás do famoso “corpo de verão”. A natação é um ótimo jeito de aliar hábitos esportivos à sua rotina com a diversão que só um mergulho refrescante pode oferecer. A dica do Piscina Limpa de hoje são alguns exercícios que podem ser feitos em alguns minutos dentro da piscina e que podem ser a solução para emagrecer de forma rápida e prazerosa. Confira:

  • 4 séries de 4 min de crawl em alta intensidade + descanso de 3 min com outro nado em ritmo lento: prática comum e, por isso, muito efetiva. É uma das mais aplicadas para quem está começando na natação e quer condicionar o seu corpo de maneira gradativa.
  • 5 séries de 3 min de crawl em alta intensidade + descanso de 4 min com o palmar: atividade similar a anterior, porém com um foco maior na resistência muscular do praticante devido à quantidade maior de água que será deslocada com a palma da mão. Ela compensa o esforço extra com um minuto a mais de descanso, equilibrando de maneira alternada o fôlego do praticante.
  • 4 séries de 8 min de crawl em média intensidade com intervalo de 30 segundos em cada série: atividade que exige mais resistência do que força, contanto que praticada com velocidade cautelosa, mantendo regularidade de acordo com o fôlego do nadador. Este é um ótimo exercício para quem procura dominar novos níveis no esporte.
  • 4 séries de 4 min de crawl em alta intensidade +  10 burpees fora d’água + 4 min de nado em ritmo lento: um pouco mais intenso do que os demais, é uma série muito interessante para quem já domina os exercícios anteriores e deseja aprimorar o condicionamento físico. Veja como funcionam os burpees:

Atenção: muitas pessoas, ao começar qualquer exercício físico, se empolgam e submetem o corpo a atividades excessivas para seu condicionamento físico, o que pode causar sérias lesões. Portanto, não deixe de consultar um profissional para achar a série de exercícios mais adequada para você.

Fonte: Ativo.

Deixe um comentário

Arquivado em dicas, esporte aquático, Exercícios, piscina

Em vídeo na piscina, Ivete Sangalo dá exemplo de saúde durante gestação


ivete-sangalo-1516219436360_v2_900x506

Reprodução / Instagram

Além de ser uma ótima atividade de lazer e descanso, nadar e fazer atividades na piscina também podem representar muita saúde. A diva brasileira Ivete Sangalo não nos deixa mentir. Grávida de gêmeos e já no estágio final de sua gestação, a cantora divulgou em suas redes sociais na última terça-feira um vídeo nadando. Ela disse ter nadado 1000 metros. Veja o vídeo compartilhado pela cantora:

Veja o vídeo compartilhado pela cantora:

Que tal se inspirar em Ivete e conhecer um pouco mais sobre o benefícios da natação para as futuras mamães. Veja só:

  • Durante a gestação, a flexibilidade do corpo é alterada. Porém, dentro d’água, temos um sensação de leveza que ajuda no relaxamento do corpo e na manutenção do peso da gestante na gravidez. E mais: é uma atividade com riscos de lesões muito menores em relação às outras práticas físicas, o que não compromete assim o bem estar tanto da mãe quanto de seu bebê.
  • Na gravidez, todos sabem que os hormônios vêm à tona mais do que nunca, não é mesmo? Com a natação, a tensão nervosa é significativamente reduzida, assim como o estresse do momento, permitindo que a gestante tenha maior controle sobre suas emoções neste período tão delicado.
  • A natação relaxa o corpo de maneira que o peso da gestante seja redistribuído e suas articulações, liberadas com maior facilidade; além disso, a atividade também melhora o sistema cardiovascular da mulher, assim como diminui seus edemas circulatórios.
  • Condiciona fisicamente o corpo da gestante a ser mais resistente e flexível, fornecendo elasticidade ao solo pélvico, porém sem o submeter à exaustão e sem comprometer a saúde do bebê.
  • Dores lombares, na coluna, câimbras, inchaço e má circulação são comprovadamente reduzidos com a prática frequente da natação durante a gravidez.

Atenção: antes de começar a praticar natação durante a gravidez, consulte um médico de confiança.

Fonte: Instagram oficial de Ivete Sangalo e site Sou Mamãe.

Deixe um comentário

Arquivado em esporte aquático, Exercícios, piscina

Aliando saúde e diversão: o que a hidroterapia pode fazer por você


hidrobike

Além da sua função principal de proporcionar lazer, podemos também utilizar de nossos mergulhos na piscina como verdadeiras terapias para os mais diversos males, tanto do corpo quanto da mente. Confira:

A fisioterapia aquática, por exemplo, já foi comprovadamente capaz de relaxar a musculatura tensa e aliviar dores intensas decorrentes de doenças como artrite, artrose, reumatismo, fibromialgia, dentre muitas outras. Basta um diagnóstico correto para que os exercícios apropriados sejam designados para cada paciente. Vale experimentar a combinação da leveza da água contra inúmeras enfermidades do corpo humano.

Desde os primórdios da civilização, a hidroterapia é reconhecida como uma grande aliada para fins medicinais. Os romanos, por exemplo, descobriram os benefícios na imersão tanto na água fria quanto na quente – as famosas águas termais – , uma vez que cada temperatura mostrava-se capaz de tratar determinada doença.  O RPG (Reeducação Postural Global), por sua vez, apresenta sucesso ao ser feito em uma piscina por conta da sensação de fluidez e tranquilidade proporcionada pelo ambiente, permitindo a manipulação da postura do indivíduo com muito mais facilidade e menor rigidez muscular.

Isso sem citar os inúmeros benefícios psíquicos e neurológicos de um bom banho de piscina. Males como depressão, autismo, doenças degenerativas do sistema nervoso, Alzheimer, Parkinson, sequelas de AVC e diversas outras deficiências mentais podem ser tratados regularmente com a hidroterapia ocupacional. Até mesmo problemas respiratórios como sinusite, asma e bronquite podem apresentar uma considerável melhora após a prática de atividades como a natação ou a hidroginástica, por exemplo.

Fonte: Zero Hora.

Deixe um comentário

Arquivado em curiosidades, Exercícios, piscina

Luz no fim do túnel


Cerca de oito mil brasileiros que vivem em Natal (RN), Goiânia (GO), Fortaleza (CE) e Campo Grande (MS) vão participar de testes da nova vacina contra a dengue a partir de abril de 2012. O anúncio foi feito ontem pela Sanofi Aventis, farmacêutica que desenvolve o imunizante.

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), em parceria com a empresa, já está testando a vacina em 150 voluntários, com idades de 9 a 16 anos, em Vitória. Até ontem, cerca de 50 jovens capixabas já haviam tomado a 1ª dose do imunizante. Essa etapa do teste tem previsão para acabar no fim de outubro.

De acordo com o vice-presidente de Desenvolvimento Clínico para a América Latina do laboratório, Fernando Noriega, a vacina será capaz de neutralizar os quatro sorotipos de dengue “por alguns anos”.

A pesquisa faz parte de estudo que envolve outros 5 mil voluntários em vários países. Por enquanto, no Brasil, nenhum voluntário teve qualquer reação adversa. Já nos outros países, houve relatos de efeitos semelhantes aos de outras vacinas: febre e mal-estar leves.

O Ministério da Saúde não tem previsão de quando a vacina chegará ao público.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Alerta em Campinas



A Secretaria de Saúde de Campinas (SP) informou nesta quinta-feira (09) que a cidade corre risco de epidemia de dengue no verão 2010/2011. Nos últimos cinco dias, foram registrados 19, 4 casos de dengue por dia na cidade. O número de casos saltou de 2.466 por dia em 04 de setembro para 2,5 63 no dia 09.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, a falta de cuidados domésticos, como a manutenção de água parada em vasos nas residências, continua sendo um grande fator de proliferação do mosquito transmissor da doença, o aedes aegypt.

Para evitar a doença, mantenha sempre pneus, vasos e piscinas sempre limpos com água sanitária.

Deixe um comentário

Arquivado em campanha