Brasil conquista quatro medalhas em torneio de nado artístico, na França


A delegação brasileira ganhou quatro medalhas no torneio FINA World Series Artistic, encerrado no começo do mês, na França.  As atletas do nado sincronizado subiram ao pódio para receber uma medalha de ouro, uma de prata e outra de bronze.

cbda divulgação fina.jpeg

A medalha de ouro foi conquistada pela equipe feminina do nado sincronizado combinado, que alcançou 83.4333 pontos, superando equipes de peso como da Grã-Bretanha, Israel e Finlândia.

A próxima etapa do FINA World Series será realizada em Alexandropolis, na Grécia, entre os dias 5 e 7 de abril.

 

Fonte: CBDA, FINA e Torcedores.com

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Mulheres que fazem parte da história da natação brasileira


No dia Internacional da Mulher, confira a história de três atletas brasileiras das piscinas, detentoras de títulos, recordes e muitos pódios.

maria lenk link.png

Maria Lenk: primeira sul-americana a participar de uma Olimpíada, no ano de 1932, Los Angeles, com uma delegação completamente masculina, numa época em que a presença feminina no evento era considerada ainda uma afronta aos bons costumes.  No auge da carreira, em 1939, Lenk quebrou dois recordes mundiais, nos 400m e 200m do estilo peito. Maria Lenk faleceu em 2007, aos 92 anos.

Joanna Maranhão: primeira nadadora do país a disputar quatro Olimpíadas (2004, 2008, 2012 e 2016), é recordista e campeã sul-americana. Aos 17 anos foi finalista nas Olimpíadas de Atenas, na Grécia, tendo conquistado o 5º lugar nos 400m medley, o que garantiu a melhor colocação de uma nadadora brasileira na época. Joanna se aposentou das piscinas em 2008.

Etiene Medeiros: ainda em atividade, Etiene está se preparando para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, depois de ter conquistado em 2014, aos 23 anos,  medalha de ouro e o recorde da prova de 50m costas, do mundial de Doha. O resultado garantiu à nadadora o título de primeira mulher brasileira a subir no lugar mais alto do pódio em um mundial.

Fonte: Globoesporte.com, Esporte fera (Estadão) .

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Choveu? Saiba como deixar a piscina limpa


Faltam 15 dias para o fim do verão e ainda há tempo para aproveitar bastante a piscina, desde que ela esteja limpa. As fortes chuvas de verão dos últimos dias podem ter deixado a água turva e alterado o seu pH. Essa combinação é perfeita e perigosa, pois favorece a proliferação de algas.  Veja como tratar a sua piscina nas chuvas de verão:

@PiscinaLimpa (1).png

  • Analise o teor residual de cloro livre, que deve estar na faixa de 1 a 3 ppm (partes por milhão). A eficácia do cloro como desinfetante ou oxidantes depende de outro fator de controle, o pH. A recomendação para manter o nível de pH deve ser entre 7,2 e 7,6, diariamente.  O desequilíbrio do pH pode deixar a água esverdeada, o que pode ser corrigido com a aplicação dos produtos químicos corretos, como a supercloração e a manutenção do residual de cloro sempre de 1 a 1,5 ppm.
  • Controle a alcalinidade. Uma vez por semana, a alcalinidade da água deve ser medida, devendo ficar na faixa entre 80 e 120. Se estiver fora desse padrão, é preciso corrigir por meio de produtos indicados, conforme orientação do fabricante.
  • Supercloração.  A cada 15 dias deve ser realizada a supercloração, ou seja, a dosagem do cloro deve ser três vezes superior à dosagem habitual de manutenção, aproximadamente 10 ppm de cloro livre, de 1 a 4 horas, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Indica-se fazer a supercloração depois do pôr do sol, visto que os raios ultravioletas do sol destroem o cloro ativo.
  • Filtre a água, por aproximadamente duas horas. A bomba ligada ao filtro estimula a movimentação e faz com que toda água da piscina chegue aos filtros para reter as impurezas.

 

Fonte: Manual Piscina sem lágrimas e Henrimar

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Brasil estreia com medalha em torneio de nado artístico, na França


Começou nesta sexta-feira, na França, a competição de nado artístico realizada pela Federação Internacional de Natação, a Fina World Series. O Brasil é um dos cinco países participantes ao lado da França, Espanha, Japão e Casaquistão.  A dupla mista, formada pelos brasileiros Giovana Stephan e Renan Souza, ganharam medalha de bronze já na estreia da competição, que vai até este domingo, dia 3.

GIOVANA - SATIROPRESS.jpg

Satiro Sodré/SSPress/CBDA

A equipe brasileira de nado artístico participa do evento com 12 atletas, que vão disputar as provas: equipe livre, técnica e combo, dueto livre e dueto técnico, e dueto misto livre e técnico.

Esta é a primeira competição da temporada para a seleção brasileira, que se prepara para o Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos e para os Jogos Pan-Americanos.

Fonte: FINA e CBDA

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Uso de produtos para tratamento de piscina exige cuidado


Não exagere nos produtos químicos, eles precisam ser usados na quantidade certa para não causar desperdício, nem problemas de saúde..png

Deixe um comentário

fevereiro 27, 2019 · 5:52 pm

Natação adaptada ajuda na reabilitação de crianças com deficiência


A natação é um esporte que trabalha e estimula todas as partes do corpo, desde os músculos até os sistemas cardiovasculares e respiratórios. Por isso, é uma das atividades físicas mais recomendadas para crianças deficientes físicas ou cognitivas.

Com o auxilio de professores capacitados, os alunos com deficiências conseguem melhorar o condicionamento físico, a coordenação motora, os sentidos e o equilíbrio.

Outra vantagem é a função relaxante e terapêutica da natação, isso sem mencionar que permite o desenvolvimento de novas habilidades e  socializar com outras crianças e adultos.

As aulas de natação adaptada oferecem aos pequenos liberdade e leveza em movimentos que não conseguiriam executar ou teriam muita dificuldade em executar fora da água.  Na piscina, eles se sentem capazes de vencer barreiras,  o que os estimulam a continuar buscando desafios.

https://www.torcedores.com

Deixe um comentário

Arquivado em curiosidades, Uncategorized

Natação ajuda a saúde e o desenvolvimento das crianças


Crianças costumam amar a piscina, mas para que a diversão na água seja segura é fundamental que saibam nadar.  Além de deixar os pais mais tranquilos em relação à segurança aquática dos filhos, a natação oferece uma série de benefícios para a saúde dos pequenos, entre eles a melhora do condicionamento físico e da coordenação motora e ainda auxilia na prevenção e recuperação de doenças como asma e bronquite, pois fortalece o sistema imunológico. A natação ajuda ainda a desenvolver habilidades psicomotoras, como agilidade e velocidade.

criança na piscina - segurança

E ainda tem mais:

  • Reduz a frequência cardíaca e estimula a circulação sanguínea, o que propicia a queima da gordura excedente;
  • Aumenta a autoestima das crianças, que se mostram mais seguras e, em geral, mais independentes;
  • Entre crianças portadoras de deficiências, a natação proporciona ampliação do potencial físico, melhoria da autoimagem e maior inserção social;
  • Fortalece os músculos da parede torácica e enquanto dá elasticidade aos pulmões, tornando-os capaz de absorver uma maior quantidade de oxigênio.

Ou seja, é realmente um esporte completo!

 

Fonte: Revista educação infantil

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized