Ai Chi: a técnica de relaxamento na piscina que combate o estresse


Você sabia que a piscina pode ser o segredo para deixar o estresse de lado? Isso mesmo, com a prática do Ai Chi, o Tai Chi aquático, o corpo relaxa e deixa de refletir as preocupações do dia a dia, por vezes causadas pelo cotidiano corrido das grandes metrópoles, pressão nos estudos e trabalho, e muitas coisas que deixam a mente sobrecarregada.

Ai chi

Criada por Jun Konno, no Japão, o Ai Chi é uma técnica de relaxamento ativo preparatória para a aplicação do relaxamento passivo. Ela utiliza as propriedades físicas da água como facilitador através de movimentos amplos e lentos com a respiração coordenada, desafiando o equilíbrio do corpo. É por meio da harmonia entre estes movimentos e a respiração que o indivíduo adquire uma consciência do corpo em relação à água.

Atuando sobre os meridianos do corpo – o que, de acordo com a medicina chinesa, representa o centro de energia corporal – a técnica ajuda no alongamento do tecido conectivo que reveste as fibras musculares e aumenta a flexibilidade das articulações.

Com movimentos similares à dança coreografada, o Ai Chi resulta em uma tranquilidade interior, reduzindo o estresse e a tensão, além de facilitar o alívio das dores.

Fonte: Globoesporte.com

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Trailer retrô vira piscina


 

O artista francês Benedetto Bufalino realizou o sonho de muita gente com uma de suas mais novas obras. Criador de diversas intervenções urbanas, o artista, que já converteu uma limusine em mesa de ping-pong, agora, fez de um trailer uma piscina.

Quem não gostaria de se refrescar a qualquer momento de uma viagem? Bufalino trouxe a solução. Confira o resultado dessa transformação e de outras intervenções:

 

Fonte: Portal updateordie

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Natação, um dos segredos da longevidade


A prática de exercícios é essencial para todas as idades, mas com o tempo o corpo exige maiores cuidados devido à perda de massa muscular e massa óssea. Por ser uma atividade segura e de baixo impacto, a natação quando acompanhada por profissionais experientes, não oferece risco à saúde dos idosos. É uma atividade que promove estímulos ao corpo , ajudando na locomoção,  musculatura e respiração. O nado auxilia idosos que já não podem mais realizar exercícios de grande impacto, mas que não abrem mão de praticar exercícios físicos.

A natação aumenta a resistência e faz com que o corpo demore mais para sentir cansaço.  Uma das grandes vantagens é que a natação não prejudica as articulações, que tendem a ficar mais frágeis com a idade. Esse é um dos principais motivos pelos quais as atividades realizadas na piscina são tão indicadas para idosos  – o  corpo sente menos o impacto da gravidade dentro da água,  diminuindo o peso total sem sobrecarregar as articulações.

Maria lenk - divulgação

Foto: Divulgação

Como trabalha toda a musculatura, ela proporciona maior resistência física, preparando o corpo para atividades rotineiras que exigem maior esforço, como levantar caixas e caminhadas de longas distâncias. A prática é fundamental para diminuir os riscos de lesões e fraturas, comuns na terceira idade.

Além disso, a natação trabalha a capacidade respiratória num ritmo adequado e seguro às pessoas de terceira idade, ajuda a melhorar a postura e a controlar o peso e o equilíbrio.

Não bastassem todos os efeitos positivos para o corpo, a natação contribui para a socialização e a melhora da autoestima.  A  prática de esportes aquáticos auxilia no condicionamento mental dos nadadores da terceira idade, pois trabalha a concentração, autocontrole, raciocínio lógico.

Para que possam usufruir de todos os benefícios proporcionados pela natação, é fundamental que a prática seja acompanhada por um profissional, de modo a monitorar os movimentos e a evolução de cada indivíduo.

Fonte: Progama Bem Estar e  site felizmelhoridade

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Bruno Fratus ganha bronze no Mare Nostrum em Barcelona


O nadador brasileiro Bruno Fratus, de 28 anos, voltou a brilhar nas piscinas de Barcelona, durante o torneio Mare Nostrum.  Destaque na primeira etapa do circuito Mare Nostrum, Fratus garantiu ontem o terceiro lugar no pódio pela modalidade 100m livre.  O ouro e a prata ficaram os japoneses.

Com mais esse resultado em Barcelona, o brasileiro já conquistou três  medalhas.

O brasileiro, que segue agora para a última etapa,em Mônaco, usa essas competições como preparo para o Pan-Pacífico que acontecerá em Tóquio, em agosto. O Piscina Limpa está acompanhando a evolução da equipe brasileira.

Fonte: CBDA

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Brasil ganha ouro em circuito Mare Nostrum


O nadador carioca Bruno Fratus  conquistou medalha de ouro na etapa de Canet-em-Roussillon, na França, competição que faz parte do circuito Mare Nostrum.  Ele venceu os 50m livre ao alcançar a marca de 21s85, melhor tempo da competição, seguido pelo norte-americano Michael Andrew .  Agora, Fratus, segue para Barcelona para brigar pelo pódio, disputando a 39ª edição do Troféu Cidade de Barcelona, que será realizada amanhã, 13, e na quinta-feira, 14.  A última etapa da competição acontecerá em Mônaco nos dias 16 e 17 deste mês.

Fratus - foto satiro-sspress

Foto: Satiro / SS Press

O Mare Nostrum reúne nadadores das mais diversas nacionalidades e modalidades como 50m livre, 100m livre e 200m e borboleta e é realizado todo ano.

O Piscina Limpa está na torcida pela natação brasileira.

Fonte: Mare Nostrum

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Brasil é ouro no World Series Para Swimming, na Inglaterra


Seleção conquista oito medalhas na penúltima etapa do torneio promovido pelo Comitê Paralímpico Internacional
Rio 2016 - Natação

Cleber Mendes/MPIX/CPB

A equipe brasileira de paratletas, que participa  do World Series Para Swimming, em Sheffield, Inglaterra,  garantiu na quinta etapa do torneio cinco medalhas de ouro, duas de prata e uma de bronze.  O destaque foi o nadador Daniel Dias encerrou a participação do Brasil na competição com três das cinco medalhas de ouro conquistadas pela seleção brasileira, nas modalidades 50m costas, 50m livre e 100m livre. Ele ainda garantiu o recorde mundial nos 50m livres, com a marca de 31s90, batendo o próprio recorde,  de 2014.

Outros destaques foram as nadadoras Patrícia Pereira e Edênia Garcia, que ganharam uma medalha de ouro cada.

A próxima e última etapa do World Series 2018 acontece na cidade de Berlim, Alemanha, mas desta vez, sem a presença dos nossos  atletas.

Fonte: Comitê Paralímpico Brasileiro

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Biribol, um esporte 100% brasileiro


Sabe aquela partida de vôlei com os amigos na piscina? Então, é biribol. O mais curioso é que esse esporte coletivo que conquistou o mundo todo nasceu no Brasil, na década de 60. Mais  precisamente na cidade de Birigui, que fica a 500 quilômetros da capital paulista,  conhecida pelas altas temperaturas na maior parte do ano. O esporte foi inventado por um jogador de vôlei da cidade, Dario Miguel de Oliveira, em 1968.

biribol

Assim como no vôlei, no biribol também  usa uma rede suspensa por postes e uma bola específica. São quatro jogadores de cada lado, sendo dois no ataque e dois na defesa. Pontua o time que conseguir fazer a bola cair no lado do adversário.

 

Fonte: Portal Esporte Mais

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized