Arquivo da categoria: Uncategorized

Doenças respiratórias podem ser tratadas na piscina


Tempo seco e doenças respiratórias, uma combinação perigosa. A escassez de chuvas dificulta a respiração, o que se torna um agravante para as pessoas que têm alguma doença respiratória, como asma e bronquite, deixando-as mais vulneráveis a  crises. O ar seco e a temperatura mais baixa causam uma vasoconstrição, que dificulta a respiração. 

Uma forma de amenizar os sintomas de quem sofre com problemas respiratórios é ativar a circulação e melhorar a troca gasosa. Por isso, os exercícios aquáticos são os mais recomendados para quem sofre com problemas respiratórios. No ambiente de piscina, a umidade do ar é maior do que em locais abertos, hidratando as vias respiratórios, evitando o ressecamento e prevenindo alergias e crises respiratórias.   

A natação aumenta a resistência respiratória e do organismo, pois exige que a respiração seja mais forte no deslocamento, fazendo com que a respiração se torne mais ampla e os pulmões trabalhem de forma ideal.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Piscina é para todos!


A natação e outras atividades praticadas na piscina são uma forma importante de promover a inclusão. Indicados para crianças e adultos com deficiência, eles sãos uma ótima maneira de melhorar não só a sua saúde, mas também o desenvolvimento e a autonomia, além de favorecer o convívio social. Não é de hoje que o aspecto terapêutico da água para deficientes é valorizado.

Na antiguidade, o médico e filosofo grego Hipócrates, conhecido como o pai da medicina, indicava banhos e exercícios para pessoas com deficiência como forma de instrumento de tratamento da saúde.  Depois, nos anos 40, logo após a Segunda Guerra Mundial, a atividade física começou a ser aplicada em lesados modulares e paraplégicos provenientes das batalhas. Além de tratar a parte motora, também contribuía para melhorar a saúde emocional dos pacientes.

Mas antes de praticar qualquer atividade na piscina é importante seguir orientação de profissionais capacitados.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Natação brasileira tem em Lima sua melhor atuação no Pan


As 30 medalhas conquistadas pela natação nos Jogos Pan Americanos de Lima foram decisivas para que o Brasil garantisse o segundo lugar no quadro geral de medalhas (171), o melhor resultado do país desde 1963. Os nadadores brasileiros conquistaram 10 ouros, 9 pratas e 11 bronzes, número recorde de medalhas. A maior conquista havia sido em Toronto (2015) com 26. Dos 34 nadadores que participaram do torneio em Lima, 31 trouxeram pelo menos uma medalha na bagagem.  O Piscina Limpa parabeniza os atletas pela excelente campanha!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Natação brasileira brilha no Pan de Lima


A equipe brasileira de natação estreou bem nos Jogos Pan Americanos de Lima, no Peru.  Em três dias de disputas já conquistou 19 medalhas, sendo 6 de ouro, 6 de prata e 7 de bronze.

O destaque do torneio é a nadadora Larissa Oliveira, a atleta brasileira mais vitoriosa em todos os Pans, superando as atletas Joanna Maranhão e Tatiana Lemos. Só em Lima, ela já ganhou cinco medalhas e, pela primeira vez desde 2007, ela garantiu ao país medalha de bronze na disputa dos  100m livre. No Pan de Toronto, em 2015, Larissa conseguiu três medalhas.

A busca pelo pódio continua. Hoje à noite é dia de torcer pela natação brasileira nas finais de 50m livre, 400m medley e revezamento 4×200, todas nas modalidades feminina e masculina.

Vai Brasil!!!  

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Água é para todos, não desperdice!


A água é um recurso natural valioso e essencial para a vida, e deve ser preservado. Por isso, devemos evitar o desperdício da água das piscinas. Se cada um utilizá-la de forma consciente, haverá água para todos!

Confira algumas dicas para evitar o desperdício:

– Utilizar coberturas para piscinas: as capas para piscina são essenciais para evitar a evaporação de água, principalmente no calor;

– Desligar fontes e quedas d’água: a água em movimento evapora com mais facilidade, portanto, é importante desligar as quedas d’águas, especialmente se estiver muito quente;

– Não encher muito a piscina: evite deixar a água chegar até a borda. O nível recomendado fica em torno de 10 a 15 centímetros abaixo do nível das margens.

– Evitar vazamentos: faça inspeções periódicas na piscina, no sistema de bombeamento e na retrolavagem.

Fonte: ONU e revista Consumidor Moderno

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Natação contribui para a longevidade


A prática de exercícios é essencial para todas as idades, mas com o tempo o corpo exige maiores cuidados devido à perda de massa muscular e massa óssea. Por ser uma atividade segura e de baixo impacto, a natação, quando acompanhada por profissionais experientes, não oferece risco à saúde dos idosos.  Ela promove estímulos ao corpo, ajudando na locomoção, musculatura e respiração. O nado auxilia idosos que já não podem mais realizar exercícios de grande impacto, mas que não abrem mão da prática de exercícios físicos.

A natação aumenta a resistência e faz com que o corpo demore mais para sentir cansaço.  Uma das grandes vantagens é que a natação não prejudica as articulações, que tendem a ficar mais frágeis com a idade. Esse é um dos principais motivos pelos quais as atividades realizadas na piscina são tão indicadas para idosos – o  corpo sente menos o impacto da gravidade dentro da água,  diminuindo o peso total sem sobrecarregar as articulações. A prática é fundamental para diminuir os riscos de lesões e fraturas, comuns na terceira idade.

Para que possam usufruir de todos os benefícios proporcionados pela natação, é fundamental que a prática seja acompanhada por um profissional, de modo a monitorar os movimentos e a evolução de cada um.

Fonte: Progama Bem Estar, portal Saúde Brasil e Pratiquefitnesse

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Confira três dicas essenciais para manter a água sempre limpinha


  • Por que o cloro precisa ser testado diariamente?

É importante que o teor de cloro seja mantido entre 1 e 3 ppm (partes por milhão). Uma série de agentes pode diminuir o teor de cloro na piscina, comoa luz solar, sujeira, suor, óleos de bronzear, urina, cosméticos etc. Os kits para fazer a medição podem ser encontrados em lojas de piscinas.

  • Por que o pH é importante?

Em primeiro lugar,  porque a capacidade de o cloro matar os microorganismos depende do índice de pH da piscina e, segundo, porque o corpo das pessoas tem pH entre 7,2 e 7,6. Se a água não estiver dentro desta faixa, os nadadores vão começar a sentir irritação na pele e nos olhos.

  • O que causa irritação na pele e nos olhos?

O problema costuma aparecer quando o pH está fora da faixa ideal (entre 7,2 e 7,6) ou quando há excesso de cloraminas. Excesso de cloro também pode causar irritação, por isso é importante manter os teores entre 1,0 e 3,0 ppm.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized