Arquivo da categoria: esporte aquático

Quais as diferenças na hora de tratar a piscina aquecida?


Nas épocas mais frias do ano o uso da piscina aquecida é maior. Afinal, a água quentinha é uma opção para quem não quer deixar de praticar as atividades aquáticas. Mas atenção, os cuidados na hora de tratar a piscina aquecida são diferentes.

Para começar, a diferença entre o tratamento de uma piscina aquecida e uma piscina fria é a quantidade de cloro a ser aplicada: nas piscinas aquecidas a decomposição do produto é mais rápida. Daí a necessidade de reduzir o intervalo entre uma cloração e outra.

Confira outras dicas de tratamento:

Cloro

Assim que o sistema de aquecimento for instalado, é necessário fazer medições do cloro para corrigir os parâmetros; quando a água se estabilizar e mantiver os parâmetros do cloro, a medição pode ser feita a cada 12 horas. Se a estabilidade continuar, as verificações poderão passar para uma vez por dia.  

Evaporação da água

Em piscinas com sistema de aquecimento, a água evapora com maior facilidade, o que requer a reposição de água com mais frequência.

Algas

Ambientes quentes e fechados favorecem a proliferação de algas e microorganismos.   Por isso, é necessário redobrar a atenção para evitar o problema.

pH

Com o calor, o pH da água tende a se elevar. Em piscinas frias, é possível medir o PH a cada 3 dias, mas numa piscina aquecida essa medição deve ser diária. Se, depois de medir o PH, for constatado que ele está elevado, é preciso utilizar um redutor de pH.

Bordas da piscina

As piscinas aquecidas estimulam a produção de suor nos banhistas, e isso faz com que as bordas acumulem oleosidade. Para evitar que essa oleosidade torne-se difícil de ser removida é necessário aumentar o uso de limpa-bordas.

Além desses cuidados, é importante ainda eliminar resíduos orgânicos que caem na piscina e orientar os banhistas a tomarem uma ducha antes de entrar na água.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em esporte aquático, piscina

Tecnologia melhora performance nas piscinas


A natação, para muitas pessoas, é mais do que um hobby: é uma atividade que visa a saúde, o bem-estar e o desenvolvimento de quem a pratica. Benéfica para o sistema respiratório e muscular, para o controle de peso e para a redução do estresse, esse esporte pode ser considerado um tratamento terapêutico.

Mas não basta pular na água – é preciso dedicação. Por isso, com o avanço tecnológico, surgiram inúmeros aplicativos que ajudam os atletas profissionais e amadores a melhorarem suas performances. Muitos deles permitem monitorar o rendimento dos nadadores.

Entre os mais populares estão o Swim Coach e o Swimmo, ambos com versão em português, e o MySwimPro, ainda sem tradução. Os aplicativos personalizam treinos, monitoram o tempo, a distância, a evolução do atleta, produzindo um comparativo em relação aos treinos anteriores. Ainda é possível compartilhar os resultados com o professor e os amigos, formando uma competição virtual de natação – o prêmio final é mais saúde para todos.

Deixe um comentário

Arquivado em esporte aquático

Brasil encerra participação na China com 8 medalhas e recorde mundial


A participação do Brasil no Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta (25m), disputado em Hangzhou, na China, se encerrou com saldo positivo. Ao todo os nadadores brasileiros conquistaram oito medalhas, sendo duas de ouro e seis de bronze, deixando o País como 9º colocado na classificação geral.

Uma das maiores surpresas da competição foi o desempenho da jovem equipe brasileira de revezamento 4x200m livre, que quebrou o recorde mundial.  Breno Correia, Fernando Scheffer, Leonardo Santos e Luiz Altamir surpreenderam espectadores na piscina curta e levaram o ouro em cima de favoritos como Rússia, China e EUA.

O segundo ouro do Brasil foi conquistado por Nicholas Santos, de 38 anos de idade, na modalidade nado borboleta 50m. Com a conquista, Nicholas se tornou o mais velho campeão mundial de natação.

Confira o saldo completo do Brasil no Mundial:

Ouro

  • 50m borboleta – Nicholas Santos
  • Revezamento 4x200m livre – Luiz Altamir Melo, Fernando Scheffer, Leonardo Santos e Breno Correia. Leonardo de Deus participou das eliminatórias e também recebeu uma medalha.

Bronze

  • 50m peito – Felipe Lima
  • 400m medley – Brandonn Almeida
  • Revezamento 4x100m livre – Matheus Santana, Marcelo Chierighini, Cesar Cielo Filho e Breno Correia
  • Revezamento 4x50m medley – Guilherme Guido, Felipe Lima, Nicholas Santos e Cesar Cielo Filho. Matheus Santana participou das eliminatórias e também recebeu uma medalha.
  • 50m livre – Etiene Medeiros
  • 100m borboleta – Daiene Dias

Fonte: Folha de S. Paulo

Deixe um comentário

Arquivado em esporte aquático

Nicholas Santos é o recordista mundial mais velho da natação


O brasileiro Nicholas Santos, de 38 anos, entrou para a história da natação mundial no último sábado (6), Em Budapeste, durante a quarta etapa da Copa do Mundo. Ele bateu o recorde mundial nos 50m nado borboleta, atingindo o tempo de 21s75, o que lhe garantiu o título de “Atleta recordista mundial mais velho da natação”.

Na prova,  Nicholas superou o atual campeão mundial, o sul-africano Chad le Clos, que ficou com a prata, e o bronze foi do japonês Kosuke Matsui.

No ano passado, o brasileiro já havia recebido o título de “Atleta medalhista em mundial mais velho da natação”, também em Budapeste, na mesma competição.

A próxima etapa da Copa do Mundo de natação será em Pequim, entre os dias 2 e 4 de novembro.

Confira como o brasileiro, na raia 4, conquistou o recorde mundial dos 50m borboleta:

Fonte: Globoesporte.com. O Estado de S. Paulo e SporTV (Blog do Coach).

Deixe um comentário

Arquivado em curiosidades, esporte aquático, piscina

Dock jumping, competição boa pra cachorro na piscina


Que os cães precisam se exercitar e fazem isso brincando não é novidade. A novidade agora é uma competição de saltos para cachorros na piscina, o dock jumping. Mas trata-se de uma piscina especial para cães.

A competição ainda não desembarcou por aqui, mas já conquistou os donos de cachorro em vários países da Europa e dos EUA.  Nesse tipo de torneio canino, que acontece em centros de treinamento especiais com a participação de mais de 150 cachorros, os animais são julgados pelo seu desempenho na hora de pular na piscina.  Além de serem avaliados pela distância do salto na água,  eles também são avaliados pela altura do salto que conseguem dar alcançar o brinquedo que fica suspenso em cima da água da piscina (modalidade Extremo Vertical) e pela rapidez na hora de pular na piscina para pegar o objeto lançado pelo tutor (Speed Retriver).

Estamos torcendo para que essa competição chegue logo ao Brasil.

Fonte: Portal do NY Times e do jornal Publico

Deixe um comentário

Arquivado em curiosidades, esporte aquático, piscina

Os benefícios da natação para as crianças


Praticar um esporte traz diversas melhorias para o corpo e é também uma boa maneira de trabalhar aspectos psicológicos, como disciplina e autoconfiança. A natação infantil é um exemplo disso. Ela aprimora o desenvolvimento da motricidade, a capacidade cardiorrespiratória e muscular, além e no equilíbrio estimulando a noção de espaço e de tempo.

A água atrai naturalmente as crianças, com efeito relaxante, que favorece as funções orgânicas. Embora muitas possam sentir dificuldades em relação à aprendizagem motora da atividade, as brincadeiras dirigidas que devem acontecer na piscina antes da aula, já as fazem buscar o equilíbrio corporal necessário para o esporte e contribui para o desenvolvimento cognitivo, sócioafetivo e motor das crianças.

A natação possibilita a criança a trabalhar o sistema cardiovascular, respiratório e desenvolver habilidades psicomotoras, como agilidade e velocidade. O esporte também estimula a resistência do organismo, na recuperação de problemas ortopédicos e na prevenção de doenças causadas pelo sedentarismo.

O Brasil apresenta um elevado número de crianças com problemas de obesidade, que não fazem nenhuma atividade física e se alimentam de forma errada. E a melhor maneira de prevenir a obesidade, é incentivar as  criança desde pequenas a praticar algum exercício físico. A natação permite aos pequenos eliminar até trezentas calorias por hora e por isso é indicada para crianças de todas as idades.

Confira algumas das vantagens da natação

  • Reduz a frequência cardíaca e estimula a circulação sanguínea, o que propicia a queima da gordura excedente;
  • Aumenta a autoestima das crianças, que se mostram mais seguras e, em geral, mais independentes;
  • Entre crianças portadoras de deficiências, a natação proporciona ampliação do potencial físico, melhoria da autoimagem e maior inserção social;
  • Fortalece os músculos da parede torácica e enquanto dá elasticidade aos pulmões, tornando-os capaz de absorver uma maior quantidade de oxigênio.

Fontes: http://revistaeducacaoinfantil.com.br/beneficios-da-natacao-para-criancas/

https://fortissima.com.br/2015/02/15/natacao-infantil-conheca-os-beneficios-da-pratica-para-criancas-14690970/

http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/saude/noticia/2016/08/asma-rinite-sinusite-nadar-e-o-melhor-remedio-para-problemas-respiratorios.html

Deixe um comentário

Arquivado em esporte aquático, Exercícios, piscina, Uncategorized

Piscina de ondas de Kelly Slater pode chegar ao Brasil


O Piscina Limpa traz novidades sobre a piscina de ondas artificiais de Kelly Slater, o Surf Ranch, na Califórnia, há algum tempo. O que ninguém esperava é que o sonho de todo surfista urbano fosse se popularizar ao ponto de poder chegar ao Brasil.

Segundo a World Surf League (WSL), parceira da Kelly Slater Wave Company, existem planos em andamento para a construção do complexo de ondas em locais como a Flórida e o Brasil. A CEO da WSL, Sophie Goldschimt, declarou em entrevista a ESPN internacional que a intenção da companhia é expandir a tecnologia a lugares como o Japão para servir de alternativa nas disputas de surfe nas próximas Olimpíadas, em 2020.

MEDINA REPRESENTARÁ BRASIL EM TORNEIO NO SURF RANCH

Ainda que sem um local definido em território brasileiro, a iniciativa da WSL é incentivar a prática e a valorização do esporte ao máximo. Agora só resta aguardar e sonhar com um Surf Ranch para chamar de nosso.

Fonte: World Surf League.

Deixe um comentário

Arquivado em dicas, esporte aquático, piscina