Supercloração: o que é e quando usar?

O tão aguardado verão está aí! Todos querem dar um pulo na água para se refrescar, o que aumenta consideravelmente o número de frequentadores de piscinas, sejam elas residenciais, de condomínios ou públicas.

Por esse motivo, é fundamental que a saúde da piscina esteja em dia e a água bem limpinha. A supercloração – adição de cloro na água da piscina em uma quantidade superior ao comum – é feita para controlar micro-organismos que causam doenças e para destruir contaminantes orgânicos e cloraminas (geradas por reações de cloro com suor e urina).

O acúmulo de impurezas serve de alimento para bactérias, deixando a água turva e desagradável ao tato. A super cloração deve ser feita após o pôr do sol, visto que os raios ultravioletas do sol destroem o cloro ativo.

Veja quando é preciso fazer a supercloração:

  • Início ou reinicio do tratamento da piscina
  • Contaminação da água
  • Em períodos de extremo calor
  • Após uso intensivo da piscina
  • Após chuvas intensas
  • Quando os usuários se queixarem de “cheiro forte de cloro” 
  • Quando os usuários reclamarem de ardência nos olhos (estando o pH na faixa correta) 
  • Crescimento de algas
  • Quando o cloro é rapidamente consumido, não apresentando residual de cloro nos testes efetuados com o kit.