Natação para portadores de necessidades especiais pode ser mais que um hobby

em

Uma das atividades mais recomendadas para pessoas portadoras de necessidades especiais, a natação trabalha e estimula todas as partes do corpo – músculos e os sistemas cardiovasculares e respiratórios, além de ajudar na  coordenação motora, no condicionamento físico e no equilíbrio.

Com os exercícios corretos e a orientação de profissionais capacitados, a natação auxilia no desenvolvimento e na melhoria das habilidades manuais através de movimentos livres e pré-determinados que trabalham mobilidade, disciplina e interação social de forma adaptada.

25.10.19 – CT Paralímpico, São Paulo – Campeonato Brasileiro de Natação 2019 – TALISSON GLOCK E GABRIEL MELONE – Foto: Ale Cabral/CPB

É também uma atividade que favorece o desenvolvimento da autoestima e da autonomia e pode até mesmo se tornar uma carreira a ser seguida por portadores de necessidades especiais. Em competições paraolímpicas na piscina, o Brasil já conquistou 102 medalhas, sendo a segunda modalidade que mais rendeu medalhas ao país, o que mostra a evolução desse esporte. A natação está presente nos Jogos Paralímpicos desde 1960, quando aconteceu a primeira edição.