Parabéns às meninas da natação paralímpica!

O Brasil terminou o Mundial de natação paralímpica no domingo, dia 15, em 11º lugar no quadro de medalhas, com cinco ouros, seis pratas e seis bronzes, num total de 17.

A novidade deste ano, destaca o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB),  é que primeira vez, as mulheres subiram mais vezes ao pódio do que os homens. Elas foram responsáveis por nove premiações.  A delegação de 27 atletas em Londres contou com doze mulheres,  o dobro do número que representou o país na Cidade do México, em 2017, na última edição do evento.

Mundial de Paranatação de Londres 2019 – Maiara Pereira Barreto.

No domingo, último dia da competição, a cearense Edênia Garcia ganhou  bronze nos 100m nado livre da classe S3 e a paulista Maiara Barreto chegou  na quarta posição. 

O campeão Daniel Dias continuou a sua trajetória de sucesso e já acumula 40 medalhas em torneios mundiais.  Neste domingo, ele conquistou o segundo lugar na prova dos 100m livre da classe S5.

O Mundial de natação paralímpica é disputado a cada dois anos. Em 2021, o torneio será em Funchal, na Ilha da Madeira, Portugal.

No ranking geral de medalhas, a Itália ficou em primeiro lugar , com 20 ouros entre as 50 medalhas, superanda a anfitriã Grã-Bretanha (19 ouros), e a Rússia (18), segundo e terceiro respectivamente. 

Fonte: Comitê Paralímpico Brasileiro