Choveu? Saia da piscina

Você sabia que, em piscinas ao ar livre, é preciso ficar atento às chuvas de verão? A grande incidência de raios pode se tornar um perigo ainda maior para os banhistas – afinal, a água das piscinas é uma grande condutora de eletricidade. Por recomendações da NLSI (Segurança Nacional de Relâmpagos dos EUA), as atividades na piscina devem ser suspensas sempre que as tempestades estiverem a 13 km, ou seja, um intervalo entre raios menor do que 40 segundos. Algumas piscinas cobertas também oferecem riscos, especialmente quando as laterais são abertas ou vazadas.

Se parte do corpo de uma pessoa está fora da água, ela torna-se o ponto mais alto de uma ampla superfície plana (a água), e passa a funcionar como um para-raios, atraindo com maior facilidade as descargas. Vale destacar que o choque pode chegar ainda pelas tubulações e partes metálicas da piscina. Portanto, se começar a chover muito e estiver relampejando, é melhor sair da água e procurar abrigo seguro.

Fonte: NLSI e Revista Crescer

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s