Tratamento de água com cloro gera economia de mais de R$ 75 mil por mês em parque aquático

Complexo aquático conta com piscinas e toboáguas

Complexo aquático conta com piscinas e toboáguas

O uso do cloro no tratamento da água das piscinas do Parque Aquático Municipal de Marília, no interior de São Paulo, gerou uma economia mensal de mais de 75 mil reais para a cidade. Isso porque dois milhões de litros de água deixaram de ser desperdiçados todas as semanas quando as piscinas eram esvaziadas e reabastecidas. Com adoção de novos procedimentos, a conta de água caiu de R$ 80 mil/mês para cerca de R$ 3 mil/mês.

Segundo o secretário municipal de Esportes, Gastão Pinheiro Júnior, o tratamento com cloro melhorou não só a qualidade da água, mas também a temperatura das piscinas, mudança comemorada pelos frequentadores.

Saiba mais na reportagem do Diário de Marília.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em piscina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s