Talisson Glock: promessa da natação paralímpica

Atropelado por trem, Talisson superou o trauma através do esporte (Foto: Ana Carolina Fontes)

Aos nove anos de idade, Talisson Glock caminhava rumo a seu curso de computação, quando um acidente transformou sua vida. O catarinense foi atropelado por um trem, perdendo a perna e o braço esquerdos. Seis meses após o trauma, inscreveu-se para um teste de natação no Centro Esportivo para Pessoas Especiais (CEPE). Desde então, fez da água o seu habitat natural. Destaque das Paralimpíadas Escolares, em São Paulo, o nadador tem colecionado medalhas de competições nacionais e internacionais e, por apenas 40 centésimos, não pode competir nos Jogos Paralímpicos de Londres. Clique aqui e saiba mais sobre o nadador.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em esporte aquático

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s