Piscina do Pan no Rio vira criadouro de mosquito da dengue

Construída para o Pan-Americano de 2007 e prevista para sediar as competições de Pentatlo Moderno na Olimpíada de 2016, a piscina olímpica do Clube Militar, no bairro de Deodoro, na zona oeste do Rio, tornou-se criadouro do aedes aegypti. Sem receber qualquer tipo de tratamento há semanas, a água da piscina que também foi utilizada nos Jogos Mundiais Militares, realizados em agosto passado, é um verdadeiro berçário para larvas do mosquito.

Além de pôr em risco a saúde das pessoas, o desleixo com o equipamento olímpico compromete o rendimento de atletas da Seleção Brasileira de Pentatlo Moderno que treinam no local. Com a água imprópria para banho, eles não têm onde se preparar para o Mundial Júnior que será em novembro, na Argentina.

O estado do Rio de Janeiro já tem 131 mortes por dengue este ano. Relatório divulgado na última quarta-feira (28) pela Secretaria Estadual de Saúde apontou que a capital tem o maior número de óbitos: são 51. Desde janeiro, foram notificados 159.052 doentes. (Fonte: portal Terra)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s