Elefantinho é salvo pela família em piscina de zoológico e conquista a internet


Você sabia que os elefantes mais jovens são protegidos por todo o rebanho e que nos primeiros meses de vida eles têm sua guarda dividida entre  mãe, tias e irmãs?  O forte instituto de proteção familiar evitou que um elefantinho morresse afogado e  o vídeo mostrando o salvamento  viralizou na internet esta semana.

O elefantinho estava bebendo água na piscina do Jardim Zoológico Gran Park, em Seul, na Coreia do Sul, quando se desequilibrou e caiu dentro d’água.  Os elefantes adultos que estavam próximos da piscina  correram para ajudar o bebê elefante , impedindo que ele se afogasse.

O resgate foi registrado pelas câmeras internas do zoológico e rodaram o mundo com toda a sua fofura.

Fonte: meionorte.com

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Homem flutua na água e “causa” na internet


O vídeo de um homem que flutua sobre a água da piscina sem afundar  está causando burburinho nas redes sociais.   Em uma viagem para a Jamaica, Morgan Evick foi filmado descendo um tobogã, em um resort, como qualquer outro turista. O que provoca  espanto é no momento em que ele sai de dentro do tobogã.  Evick  desliza sobre as águas até chegar à borda e ao se deparar com os limites da piscina, o rapaz, sem usar as mãos ou se apoiar no fundo, levanta sem esforço.

Muita gente acha que o vídeo foi editado e há também quem acredite que o tobogã é capaz de pegar muita velocidade, que Morgan é muito leve e até mesmo que sua sorte o ajudou a fazer essa façanha.

E você, o que acha?

 

Fonte: O GloboR7, Cena Pop

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Piscinas no Sena


Idealizadas pelo Projeto Nadar, Paris receberá durante o verão europeu três piscinas abastecidas com água descontaminada do Rio Sena. O objetivo do projeto é estimular e possibilitar a natação em áreas públicas da cidade e ainda colocar Paris entre as favoritas para sediar os Jogos Olímpicos de 2024.

Em 2016, a prefeitura da cidade anunciou que as águas do rio Sena poderiam ser utilizadas para natação, dado utilizado pelo projeto para a concretização das piscinas. Elas estarão localizadas na Bacia de La Villette, um lago artificial no 19º distrito.

O projeto prevê uma piscina para crianças, uma com até 1,2 metros de profundidade e uma terceira destinada aos nadadores mais experientes, de 2 metros.

As piscinas estarão disponíveis até o final do verão europeu e, de acordo com a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, a estimativa é de que sejam recebidos 75 mil banhistas por dia. Além deste projeto, a prefeitura de Paris montará a tradicional praia nas margens do Sena para aliviar o calor do verão.

As piscinas públicas não chegaram apenas em Paris. Em Nova York, uma piscina pop-up será instalada no parque da Ponte do Brooklyn durante o verão. Ela tem capacidade para 60 pessoas e cada visitante pode permanecer até 45 minutos aproveitando o refresco das águas.

 

Fonte: Viagem e Turismo e Revista Boa Viagem

Imagem: Prefeitura de Paris / Reprodução

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Cuidados para manter uma piscina aquecida


Imagem relacionada

Nada melhor para relaxar no friozinho do que um mergulho em uma piscina de água aquecida. Essas piscinas, cujas temperaturas podem chegar a 36 ºC, necessitam de mais cuidados do que aquelas com água natural, e é imprescindível que, antes de adquirir uma, os donos estejam cientes dos cuidados que ela exigirá.

A necessidade por manutenção mais rigorosa é resultado da facilidade que micro organismos tem de se proliferarem mais rapidamente em meios aquecidos. Confira a seguir os principais cuidados que devem ser tomados para manter saudáveis as águas das piscinas que possuem sistema de aquecimento.

Cloro

Assim que o sistema for instalado, é necessário fazer medições do cloro a cada hora para corrigir os parâmetros sempre que preciso. Assim que a água se estabilizar e mantiver os parâmetros da substância, essa medição pode ocorrer a cada 12 horas. Se a estabilidade continuar, as verificações poderão passar para uma vez por dia. Uma informação importante de ter na memória é que as temperaturas elevadas aceleram a decomposição do cloro, portanto, é necessário se atentar a isso.

Evaporação da água

Em piscinas com sistema de aquecimento, a água evaporará mais rapidamente, necessitando ser cheia com mais frequência.

Algas

Para crescerem fortes e verdinhas, as algas precisam apenas de luz e calor. Por conta disso, é necessário ficar ainda mais atento quando se tem uma piscina com sistema de aquecimento em casa.

PH

Com o calor, o PH da água tende a se elevar. Em piscinas sem sistema de aquecimento pode-se medir o PH a cada 3 dias, porém, quando a piscina é aquecida, é recomendável fazer essa medição diariamente. Se, depois da medida de PH, constatar-se que ele está elevado, deve-se utilizar um redutor de PH.

Cloraminas

As cloraminas são um subproduto do cloro que fazem com que a água tenha um odor forte e arda os olhos. Em piscinas aquecidas elas se formam mais rapidamente do que em águas com temperatura natural, portanto é necessário prestar atenção ao odor da água para regular este produto.

Bordas da piscina

Por conta da temperatura da água, as piscinas aquecidas estimulam a produção de suor nos banhistas, e isso faz com que as bordas fiquem com acúmulo de oleosidade. É necessário aumentar o uso de limpa-bordas para evitar que essa oleosidade torne-se difícil de ser removida.

Além destes cuidados técnicos, vale lembrar que os cuidados diários facilitam manter a água da piscina saudável. Eliminar rapidamente resíduos orgânicos que caem na piscina e tomar uma ducha antes de entrar na água são imprescindíveis para manter a limpeza.

Fonte: Pool Rescue

Imagem: site Cultura Mix

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Festa junina na piscina


Resultado de imagem para festa junina na piscina

Uma escola de natação para crianças, em Palmas, Tocantins, realizou a festa junina para os alunos dentro da piscina. Isso mesmo!  É bom lembrar que Palmas costuma fazer calor o ano todo. A temperatura média durante o ano gira em torno  26,7 graus.

Acompanhados e com a ajuda de seus pais, os bebês dançaram quadrilha vestidos a caráter, tudo dentro d’água. Além da dança, havia decoração temática no espaço da piscina e comidas típicas da festa tradicional do mês de junho.

O projeto, que incentiva a tradição da festa junina, busca, além de ajudar no desenvolvimento e proporcionar diversão para os alunos e seus pais, estimular o vínculo entre eles e incentivar a prática de atividades físicas. As atividades inclusas dentro da quadrilha, de acordo com a professora de natação Kátia Simiema, estimulam a parte psicomotora e desenvolvem a afetividade das crianças.

 

Fonte: G1

Foto: TV Anhanguera

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Piscina reciclada


Resultado de imagem para modpools

Os containers, que viraram os queridinhos do design e da arquitetura, agora também estão presentes no mundo das piscinas.

A empresa canadense Modpools criou uma piscina com hidromassagem feita a partir da própria estrutura metálica de containers, com acabamento apropriado.

Em um mesmo container é possível ter a banheira de hidromassagem e a piscina, que são separadas por um divisor removível. A temperatura da água – que pode chegar a até 30ºC em uma hora -, a iluminação e a intensidade dos jatos podem ser controlados a partir de um aplicativo disponível para smartphones e tablets.

A piscina possui, em uma de suas faces, uma grande janela que permite uma experiência diferenciada para os usuários.

Além de inovadoras e fáceis de serem instaladas, elas são versáteis e podem ser colocadas em locais onde piscinas tradicionais não cabem. Como são mais leves, são mais fáceis de serem transportadas.

Fontes: Blog Engenheiro na Web, Site Modpools

Imagem: Modpools

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Watsu, massagem na piscina


Resultado de imagem para watsu

O Watsu, junção das palavras water (água, em inglês) e shiatsu (pressão dos dedos, em japonês), é uma modalidade terapêutica criada em 1980, na Califórnia.

A intensão era unir a prática da massagem oriental que utiliza toques em determinados pontos do corpo e alongamentos para equilibrar o fluxo de energia corporal (shiatsu), à capacidade terapêutica e curativa das águas termais.

De acordo com reportagem do Jornal NH, a atividade abrange as partes física, psíquica, social e emocional, além de poder ser inclusa no tratamento de dores crônicas, agudas, depressão, estresse, tensão muscular, enxaqueca, entre outras que causam dor, desconforto e tensão. Pode auxiliar, portanto, em tratamentos de fisioterapia e psicoterapia.

De acordo com a fisioterapeuta Patrícia Martins, através de toques e movimentos específicos de flutuação, é possível desbloquear pontos de tensões físicas e mentais, levando os músculos a um relaxamento profundo e possibilitando a vivência de um estado de integração física, mental, emocional e energética.

As sessões de Watsu são realizadas em piscinas com temperatura entre 32 e 35 graus e duram aproximadamente 1 hora. O profissional de fisioterapia percorre a piscina fazendo massagem no aluno ao som de músicas relaxantes e tranquilas. Quem recebe a técnica só precisa se preocupar em fechar os olhos e relaxar.

Confira os benefícios do Watsu

– Relaxamento muscular

– Alívio de dores

– Melhora da amplitude dos movimentos

– Melhora da circulação sanguínea

– Melhora da respiração

– Melhora da postura

– Melhora da consciência corporal

– Melhora a qualidade do sono

– Melhora da disposição

– Redução do estresse e da ansiedade

 

Fonte: Jornal NH 

Imagem: site Fisio Clínica Physio center

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized