Natação ajuda no tratamento de doenças respiratórias


Tempo seco e doenças respiratórias definitivamente não formam uma boa dupla. A escassez de chuvas dificulta a respiração, o que se torna um agravante para as pessoas que têm alguma doença respiratória como asma e bronquite. Por isso, a prática de esportes requer cuidados nessa época do ano. Há atividades físicas que exigem muita respiração, mas o tempo seco acaba deixando o corpo cansado com mais facilidade, a garganta com a sensação que está “arranhando” e os olhos  ficam irritados facilmente.

natação

Uma forma de amenizar esse quadro, reduzindo o desconforto causado pelo tempo seco, são as atividades como a natação.  Os exercícios aquáticos são os mais recomendados para quem sofre com problemas respiratórios. No ambiente de piscina, a umidade do ar é maior do que em locais abertos, mantendo as narinas úmidas e facilitando a respiração.

Além disso, a prática da natação aumenta a resistência respiratória e do organismo, pois exige que a respiração seja mais forte no deslocamento, fazendo com que a respiração se torne mais ampla e os pulmões trabalhem de forma ideal, como é o caso de pessoas com asma, que após começarem na natação foram curadas da doença.

Fontes: Globo Esporte/Eu Atleta  e site Minha Vida

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Provas inusitadas para quem gosta de aventura na natação


As provas de natação podem ir muito além das braçadas e das modalidades borboleta e costas. A natação oferece uma experiência diferenciada para quem se aventurar, mas é preciso coragem e preparo — físico e mental — para mergulhar de cabeça nessa aventura aquática.  Escolha a que mais combina com você:

 

reuters

Foto: Reuters

50 m com obstáculos

Praticada nos Jogos Mundiais Militares, por vezes causa espanto tanto nos competidores como os espectadores, pois ela segue o exemplo da prova de corrida com obstáculos.

A regra é bem simples: o competidor deve nadar 50 m em uma raia comum, sair da piscina, dar a volta em um cone e mergulhar novamente para mais 50 m, já com dois obstáculos na piscina.

Já no Pentlato Militar, com a mesma ideia dos Jogos Mundiais Militares, o desafio é passar por dois troncos, uma espécie de jangada e uma mesa no menor tempo possível.

Mistery 200 m medley

Idealizada por australianos, a prova foi adaptada e usada pela primeira vez na disputa do TYR Pro Swim Series em Austin, no Texas. Apelidada de “mistery medley” pelos americanos, a prova inicia com o formato já conhecido, com eliminatórias e oito nadadores classificados.

O grande mistério vem logo após as eliminatórias, quando momentos antes de cair na água para a final, os nadadores fazem o sorteio das raias e a respectiva ordem dos quatro nados. Sendo assim, os atletas participam da prova sem saber qual a ordem exata das braçadas dos concorrentes.

A emoção da prova fica por conta da alternância de posições e pela facilidade que cada nadador tem com um estilo específico. Já na Austrália, país onde foi criada a modalidade, os atletas não sorteiam a ordem dos estilos, ele escolhem sem avisar para os seus adversários, e para dificultar a ordem comum, borboleta, costas, peito e crawl, é proibida.

Natação no gelo

Nadar sob a temperatura de de -29ºC é possível? Cerca de 500 nadadores de diferentes países dizem que sim. São atletas da Rússia, Estados Unidos e Reino Unido que participam do festival de inverno em Harbin, na China. Os competidores devem encarar uma piscina congelada com o objetivo de chegar na frente e suportar a temperatura da água.

Além da natação, o evento oferece uma competição de saltos ornamentais, onde os nadadores caem em cima de placas de gelo.

FONTE: Swim Chanel

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Equipe liderada por Medina é vice-campeã na piscina de ondas


O WSL Founders Cup, campeonato mundial realizado  na última semana na piscina de ondas artificiais de Kelly Slater,  já consagrou seus campeões. A equipe mundo, composta por Bianca Buitendag, Jordy Smith, Kanoa Igarashi, Michel Bourez e Page Hared, ficou em primeiro lugar, seguida pela equipe brasileira liderada por Gabriel Medina e, em terceiro lugar, ficaram os Estados Unidos. As esquipes da Austrália e da Europa se despediram ainda na fase classificatória.

piscina de ondas

Divulgação: Kelly Cestari/WSL

A piscina de ondas transformou o sonho dos surfistas em realidade, pois proporciona a todos eles ondas perfeitas, que oferecem a possibilidade de manobras mais arriscadas e assertivas. Aliás, quem não gostaria de uma piscina com ondas perfeitas no quintal de casa como a de Kelly Slater?

Mas a agenda da piscina de ondas não acaba por aí. No segundo semestre, entre os dias 6 e 9 de setembro, Slater vai receber no quintal de casa a oitava etapa da primeira divisão feminina e masculina da Liga Mundial 2018.

 

FONTE: Folha Press

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Saiba como manusear o cloro na piscina


O cloro usado para tratamento da água de piscina é um produto químico e como tal requer muito cuidado na hora da utilização para evitar acidentes. Se for manuseado de forma incorreta pode provocar reações como queimaduras, inalação dos gases tóxicos formados, irritação nos olhos e no sistema respiratório.

Por isso, é fundamental manter os produtos em ótimo estado de preservação, com tampas, em locais secos e seguros, além de sempre seguir as informações indicadas pelos fabricantes na embalagem, para que os níveis de cloro utilizados não sejam aplicados de forma errada, nem a mais, nem a menos. Assim, quando houver a necessidade de adicionar o cloro à água, é preciso verificar o pH da água e os níveis de cloro de acordo com o volume da piscina.

pool-thermometer-1605907_1920

É sempre importante lembrar que o cloro deve ser adicionado à água, pois se feito de forma contrária pode causar a formação dos gases tóxicos, já os produtos de textura granulada ou em pó precisam ser dissolvidos em água, antes de serem adicionados à piscina, além disso, os produtos químicos nunca devem ser misturados.

Feito de forma correta, o manuseio do cloro e de outros produtos químicos, é capaz de evitar transtornos em relação ao tratamento da água e a saúde dos usuários.

 

FONTE: PISCINA SEM LÁGRIMAS

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Veja as manobras aéreas de Medina na piscina de ondas


Gabriel Medina lidera a equipe brasileira que vai disputar a  primeira edição do Campeonato Mundial de Surfe (WSL – singla em inglês) 2018 na piscina de ondas Kelly Slater, em Lemoore, na California.  A equipe brasileira, formada por Medina, Adriano de Souza, Filipe Toledo, Silvana Lima e Taína Hinckel, é uma das cinco que participarão do evento esportivo.

A piscina de ondas permite que os atletas surfem ondas perfeitas com chances iguais para todos, sem sofrer a influência dos fatores da natureza, como ocorre no mar.

Medina foi filmado pelo seu amigo Felipe Pauba  durante uma manobra aérea incrível, durante um dos treinos na piscina de ondas. Veja que espetáculo!

Por aqui… 12/8 🎥 : @felipe.pauba @kswaveco

A post shared by G. Medina (@gabrielmedina) on

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Cloro na quantidade certa NÃO causa irritação


Isso mesmo!  Para garantir o conforto dos olhos, da pele e do sistema respiratório, é preciso fazer o monitoramento constante da quantidade de cloro e do pH da água. É preciso ter sempre em mente que o PH ideal é de 7,2 a 7,6 e  com os níveis de cloro entre uma e três partes por milhão ( 1,0 a 3,0 ppm).

swimmers-79592_1920

Além do volume da piscina, outros fatores podem influenciar a quantidade de cloro, como a época do ano em que é feita a limpeza, o número de vezes em que a piscina é utilizada e as condições climáticas.

Por isso, antes de encher a piscinas e colocar o cloro, é preciso calcular o volume da piscina, assim é possível saber o nível de alcalinidade e a quantidade necessária de cloro.

É importante lembrar que o objetivo do cloro é combater os microrganismos na água sem afetar a saúde dos usuários.

 

FONTE: PISCINA SEM LÁGRIMAS

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Começa a etapa brasileira da competição paralímpica World Series


O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB)  promove esta semana, a partir de quinta-feira, dias 26, 27 e 28, a etapa de São Paulo do Open Internacional de Atletismo e Natação em parceria com o Comitê Paralímpico Internacional (IPC).

Mundial de Natacao - Mexico 2017

Imagem: Comitê Paralímpico Brasileiro

O evento terá a participação de 13 países entre os quais África do Sul, Argentina, Brasil, Chile, Cuba, Equador, El Salvador, Gana, Israel, México, Peru, Portugal e Turquia.

André Brasil e Daniel Dias são os destaques da equipe brasileira de natação. O nadador Daniel Dias vai tentar replicar o feito do ano anterior e levar o título para casa.

A etapa brasileira do World Series, acontecerá no Centro de Treinamento Brasileiro Paralímpico, localizado na Rodovia dos Imigrantes, km 11,5, Vila Guarani, em São Paulo.

 

Fontes: Comitê Paralímpico Brasileiro e Metrô Jornal.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized